DICAS DE PX

www.tocadopx.com

 

DICAS PARA UMA BOA CONVERSA EM PX

 

 - Somente comece a falar depois de apertar o PTT (o famoso “Mike”). É sério, mesmo operadores mais experientes, por distração, cometem esse erro e quem está ouvindo não entende nada. Você deve apertar o PTT, esperar 1 segundo e começar a falar.

-         Fale devagar e calmo, caso contrário ninguém vai entender você.

-         Fale sempre respeitando uma distância de 5 cm entre sua boca e o Mike. Não há necessidade de encostar a boca no Mike, pois isso vai dificultar sua fala e saturar o áudio para quem está ouvindo.

-         Gritar é um procedimento que nem sempre resolve, mas falar mais alto pode ajudar.

-         Sempre espere uns dois segundos entre o final de uma transmissão e a sua transmissão, isso dá oportunidade para mais alguém pedir para falar.

-         Se você quiser participar de uma conversa, aguarde o intervalo entre as transmissões, fale “break”, “oportunidade”, ou simplesmente “bom dia”, “boa tarde” ou “boa noite” e aguarde, logo te chamarão para participar da conversa.

-         Nunca interrompa, fale por cima ou fale junto com outra transmissão. A não ser que seja emergência.

-         Não use palavrões nem gíria ( a não ser as utilizadas em transmissões de PX), nem brigue pelo PX, lembre-se que não é só você que está ouvindo. Seja educado.

-         Sempre que for chamar/procurar alguém no PX, não fale de primeira “Fulano está em QAP?”. Acredite, se o “fulano” não estiver prestando muita atenção no PX, ele não vai atender. Procure chamar duas vezes. Por exemplo: “Atento atento ... “fulano” em QAP ... É “ciclano” chamando .... Fulano em QAP?. Isso ajuda bastante identificando quem está chamando quem.

-         Procure não utilizar a canaleta 9, apesar de já ter virado bagunça, ela ainda é a canaleta para emergências.

-         Se você está começando agora e tiver oportunidade, fique ouvindo as transmissões de outros operadores (na gíria do PX “corujando”), isso ajuda a você pegar o “esquema” das transmissões.

 

 

RÁDIO CIDADÃO

 

O serviço de rádio cidadão, também conhecido por Faixa Cidadão, CB ou PX, é o preferido do público devido a facilidade de instalação e o baixo custo dos equipamentos.

O tamanho da antena está diretamente ligado à faixa de operação do equipamento, nos veículos as antenas devem ter 2,73 metros de comprimento, o que representa ¼ do comprimento total da onda de rádio, que tem em torno de 11 metros. É a famosa “Maria-mole”, que é vista em jipes e caminhões pelas estradas e trilhas do Brasil. Existem também as antenas bobinadas, que são menores e possuem uma bobina, como o próprio nome indica.

Para operar um rádio PX é preciso que se tenha uma licença, que pode ser retirada (e depois paga) através da internet, no site www.anatel.com.br. Esta licença deve ser renovada todo ano.

 

 

 

RÁDIO AMADOR

 

Este serviço de comunicação é o mais completo à disposição do cidadão comum, entretanto para se obter a licença de operação deve-se fazer um curso sobre ética de operação, Código Fonético e Código Q. Para algumas classes de operação o conhecimento de eletrônica e Código Morse também se faz necessário.

 

CÓDIGO FONÉTICO

 

O código fonético é simples e é utilizado por qualquer pessoa que utilize radiocomunicação. Sua função é facilitar a identificação de letras e palavras em único padrão mundial.

 

A – Alfa

B – Bravo

C – Charlie

D – Delta

E – Eco

F – Fox

G – Golf

H – Hotel

I – Índia

J – Juliet

K – Kilo

L – Lima

M – Mike

N – November

O – Oscar

P – Papa

Q – Quebec

R – Romeu

S – Sierra

T – Tango

U – Uniform

V – Victor

X – X-ray

Y – Yanque

W – Whiskie

Z – Zulu

 

CÓDIGO Q

 

Já o Código Q pode parecer um pouco mais complicado, principalmente se você tentar decorar a lista completa, que geralmente só é utilizada pelas Forças Armadas.

Para o radioamador e faixa cidadão ela pode ser resumida em uma lista menor.

  

QRA – Nome do operador

QRB – Qual a sua distância

QRG – Freqüência de operação

QRH – Sua freqüência varia

QRL – Estou ocupado. Não interfira

QRM – Interferência de outra estação

QRN – Interferência estática ou atmosférica

QRO – Aumente sua potência (p/ rádio amador)

QRP – Diminua sua potência (p/ rádio amador)

QRQ – Manipule mais rápido

QRS – manipule mais devagar

QRR – SOS terrestre

QRT – Vou parar de transmitir

QRU – Você tem algo para mim?

QRV – Estarei a sua disposição

QRX – Aguarde sua vez de transmitir

QRY – Quando será minha vez de transmitir?

QRZ - Quem me chama?

QSB – Seu sinal varia

QSD – Sua transmissão está defeituosa

QSJ – Dinheiro

QSL – Entendido

QSM – Repita sua última mensagem

QSN – Escutou-me?

QSO – Comunicado, notícia

QSP – Ponte, retransmissão de mensagem para outra estação

QSW – Transmitirei nesta ou em outra freqüência?

QSY – Vou transmitir em outra freqüência

QSZ – Devo transmitir cada palavra ou grupo?

QTA – Anule a mensagem anterior

QTC – Mensagem, notícia

QTH – Qual sua localização exata?

QTI – Qual sua localização aproximada?

QTR – Horas

QTX – Sairei por tempo indeterminado

QUD – Recebi seu sinal de urgência

QUF – Recebi seu sinal de perigo

QAP – Permaneço na escuta

 

  

GÍRIAS NO PX

 

Quando utilizar o rádio, procure não utilizar palavrões ou gírias, a não ser as já utilizadas pelos operadores.

 

Água de eloqüência – Cachaça

Atrás do toco – Só ouvindo

Asa dura  - Avião

Anzol – Polícia Rodoviária

Anel – Primo

Ana Maria – AM

Acoplamento – Reunião

Bigodeira – Interferência

Baixa freqüência – Telefonema

Barra móvel – Automóvel

Barra náutica – Barco

Banheira – Mar

Batente – Trabalho

Bicorar – Pedir para falar

Break – Pedir para falar de RF

Botina - Amplificador

Botina branca – Médico

Botina preta – Militar

Bailarina – Caneta

Balaio – Bagunça

Bruxa – Ventania

Bobo – Relógio

Bigode a metro – Pessoalmente

Copiar – Escutar

Capacete – Sogro

Chá de urubu – Café

Canaleta – Canal

Casa de beijo – Motel

Chá de piriquito  -Chimarrão, mate

Curto circuito – Briga

Cristalografia – Família

Cristal – Esposa

Cristalina – Filha

Cristalóide – Filho

Carvão – Esposo

Comer barbante – Esperar

Chuva artificial – Banho

Centelha – Neto

Caixa preta – Rádio tansmissor

Coruja – Escuta

Carga pesada – Caminhão

Carga pesada bonequinha – Ônibus

Chucrutar – Aumentar os canais

Dois metros – Dormir

Espiras – Dinheiro

Esparadrapo – Irmão

Feijão queimado – Amante

Fio Maravilha – FM

Feiticeiro – Técnico de rádio

Fundo de poço – Sinal baixo, fraco

Gordurames – Comida

Grega – Viagem

Lilico – Amplificador linear

Loura suada – Cerveja

Levanta a Saia Baiana – LSB

Lambari – Estação fraca

Linha de 500 – Telefonema

Munheca de pau – Operador novato

Modular – Falar

Macaco preto – Telefone

Musquiteiro – Rádio

Mosca branca – Zona de silêncio

Orelha – vizinho

Pé de pato – Navio

Pitimbado – Doente, quebrado

Portadora – Transmissão sem fala

Papai Noel – DENTEL

Pirambeira – Sair, desaparecer

Pipoca – Afilhado

Pica-pau – Manipulador de telegrafia

PX Maior – Deus

Para-raio – Sogra

Primeiríssima – Mãe

Pé de borracha – Carro

Pé de ferro – Trem

Pé de sola – A pé

QTO –Sanitário

Perneta – Colega

Roger – Câmbio

Reco-reco nas costelas – Abraço

Shack – Local da estação

Santiago – Sinal

Trapissuna – Aparelhagem

Turmalina – Namorada

Tapete branco – Papel

Tapete preto – Asfalto

Tubarão – Estação forte

Teresinha Vasconcelos – TV

Urubu Sai de Baixo – USB

Vertical – Conversa pessoal

 

 Visite; By www.tocadopx.com 2005